Olá, pessoal! No último post comentei que iria contar um pouco dessa história maluca, como minha vida mudou completamente nesses últimos 2 anos e como vim parar nos EUA.

Sabe quando uma história é tão doida que você não acreditaria ser sua própria vida? É engraçado quando as coisas acontecem de uma forma que nunca planejamos. Ou quando quebramos regras que nós tínhamos internamente. Foi muito o que aconteceu comigo.

Eu e o Peter nos conhecemos online. O que não é tão estranho mais hoje em dia certo? A parte doida é que estávamos há 6,5 mil quilômetros de distância… eu em SP e ele na Flórida. Passamos meses conversando apenas online… até o ponto onde ficávamos em video chamada todos os dias por horas e horas… alguns dias chegando a 15 horas seguidas.

Foi nesse ponto que decidimos nos conhecer pessoalmente. Seria mais fácil eu ir para os EUA, já que já tinha passaporte e visto, além de horários mais flexíveis. O Peter tirou uma semana de férias no trabalho, e passamos férias juntos em Orlando.

Eu sempre digo que tivemos o “primeiro encontro” mais maluco de todos. Normalmente o primeiro encontro dura algumas horas, talvez um jantar ou cinema… algo assim. No nosso caso, o primeiro encontro durou 9 dias rs.

E foi incrível. Por mais doido que pareça, tudo foi mutio natural e como se a gente já se conhecesse há anos. Sabe quando você sente uma conexão instantânea?

No último dia da viagem ele me levou para conhecer os pais dele, que são incríveis também e me receberam super bem, mesmo que de surpresa!

Foi difícil voltar para o Brasil e deixá-lo. Especialmente porque relacionamento à distância é algo tão difícil. Eu mesma tinha essa crença interna de que nunca manteria um relacionamento à distância… e acabei “pagando a língua”, como dizem. Mais difícil ainda, no nosso caso, pois não tínhamos muita ideia de como sair dessa situação de relacionamento a distância ao certo.

16 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta para Pathy Guarnieri Cancelar resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here