Uma das coisas legais dos serviços de streaming, como a Netflix, é que temos conhecido com maior frequência séries e filmes de vários outros países, e não somente EUA / Reino Unido, como era bem comum de acontecer. Hoje trouxe a dica de um seriado francês, que eu comecei assistir sem muita expectativa e acabei me surpreendendo muito: a série A Louva-a-Deus, exibida na Netflix.

O nome da série remete a Jeanne (Carole Bouquet), que utilizava o pseudônimo Louva-a-Deus quando assassinou oito homens, há 25 anos. Ao confessar os crimes, ela pediu proteção ao filho Damien (Fred Testot), apagando as ligações de nomes entre os dois para que ele pudesse levar uma vida normal.

Só que após esses 25 anos, um novo serial killer começou a plagiar os assassinatos da Louva-a-Deus. É aí que o investigador do caso pede a ajuda de Jeanne para tentar capturar o novo assassino. Jeanne aceita ajudar, mas somente se o filho Damien, que se tornou policial, atuar no caso. O filho, que não manteve contato com a mãe, aceita para tentar resolver a situação.

O primeiro fato que surpreende é terem usado uma personagem feminina para a serial killer, o que não é tão tradicional. E não se trata de uma serial killer tradicional que mata apenas pelo prazer de matar. Ela é uma justiceira, que apesar de ser fria e bem sádica, matou apenas homens extremamente abusadores e que, para ela, mereceram o destino que tiveram.

A série é bem envolvente e mantém muito bem o clima de suspense, de uma forma que acabamos suspeitando de diversos personagens, e somente no final mesmo conseguimos identificar o assassino. Também achei as atuações boas, especialmente dos dois atores principais, que conseguem transmitir muito bem os sentimentos e personalidades dos personagens.

Uma coisa que senti falta foi um pouco mais da história deles, talvez até por ser uma série bem curta, com apenas seis episódios. Mas achei que poderia ter explorado um pouco mais essa contextualização.

De modo geral é uma série muito boa e que vale a pena assistir. Inclusive, por ser curta e prender bastante, é uma ótima opção de seriado para maratonar!

 

Série A Louva-a-Deus

Nome original: La Mante

Gênero: Thriller

Diretor: Alexandre Laurent

Produção: Septembre Production

Exibição no Brasil: Netflix

País de origem: França

Ano de lançamento: 2017

9 COMENTÁRIOS

  1. Só 6 capítulos? Com essa trama achei que ia uns 15 fácil. Adoro produções europeias, acho que o roteiro é mais bem trabalhado. Quando eu fazia linguística na faculdade minha professora desvendou o quadrado de Hollywood, em que toda história tem o plot twist que faz a linha desabar e daí o final pode ser bom ou ruim, e eles nunca fogem disso, então vejo filmes e séries já esperando a coisa ruim aparecer.
    Já em séries como La casa de papel, ou mesmo as asiáticas, tudo é uma surpresa, ainda que tenha personagens esteriotipados.

    Zíper Chique

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here